Maioria dos Municípios completou vacinação de 30 a 50 por cento da população e intensifica busca por pessoas com 2ª dose atrasada

Maioria dos Municípios completou vacinação de 30 a 50 por cento da população e intensifica busca por pessoas com 2ª dose atrasada
Foto: P.M. Birigui - SP.

Mais de mil Municípios, representando cerca de 55% dos entrevistados, completaram o esquema vacinal contra a Covid em 30% a 50% da população. Participaram da pesquisa semanal realizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) sobre a Covid-19 no Brasil 2.022 Municípios. Essa é a 23ª edição do levantamento, que identificou ainda que 0,4% das prefeituras aplicaram as duas doses ou a dose única em mais de 90% do público-alvo (considerando pessoas acima de 18 anos). Por outro lado, 0,6% afirmaram estar abaixo de 30% da população vacinada. A pesquisa ocorreu entre os dias 23 e 26 de agosto.

Pelo levantamento, 40%, ou 808 Municípios, afirmaram encontrar dificuldades para aplicar a segunda dose nos cidadãos pelo não comparecimento desses na data prevista. A CNM perguntou a esses gestores quais ações vêm sendo realizadas pelos Municípios a fim de garantir a vacinação: 80% afirmaram que estão indo às residências das pessoas; 75% têm realizado ligações na tentativa de lembrar a população da necessidade de retorno; 53% têm feito o envio de SMS ou Whatsapp; e apenas 2% não realizam nenhum tipo de ação.

Em 9,7% das localidades, já há decreto ou algo similar prevendo a obrigatoriedade de vacinação no âmbito da administração pública federal. Outros 86% afirmaram que não editaram normas nesse sentido. De acordo com o levantamento, 49,4% dos Municípios ainda mantêm medidas de restrição quanto à circulação de pessoas ou atividades econômicas e em 48,7% não estão em vigor essas medidas.

Educação

Sobre a retomada das atividades escolares, a CNM perguntou aos Municípios se eles estão monitorando os casos de Covid-19 na comunidade escolar. A maioria, 67%, ou 1359 Entes, responderam que sim e apenas 5,5%, 111 cidades, afirmaram que não estão conseguindo monitorar esses casos. Já 24% destacaram que as aulas presenciais ainda não retornaram. Sobre o aumento de casos com o retorno das aulas, dos 1359 que estão monitorando, cerca de 9% afirmaram terem identificado aumento na transmissão da doença e 90% garantiram que não houve mais casos após a retomada das atividades escolares.

Casos, óbitos e internações

O monitoramento no número de casos foi mais uma vez questionado na pesquisa da CNM. Em 32%, ou 645 localidades, o número de casos se manteve estável; em 31% diminuiu; em 18% dos Municípios não houve novos casos; e em 16% ocorreu aumento. Já os óbitos não ocorreram em 68% das cidades brasileiras; se mantiveram estáveis em 13,8%; diminuíram em 10%; e aumentaram em 5,8% das localidades nesta semana.

As internações pela doença não ocorreram em 48,8% dos Municípios que participaram desta pesquisa. E como vem ocorrendo nas últimas semanas, em 21,5% houve diminuição no número de pessoas internadas. Em 20% a taxa de internações se manteve estável. A variante Delta ainda não é uma realidade em 90%, ou 1821 Municípios; apenas 5,4%, ou 109 gestores municipais, afirmaram ter identificado a nova variante em circulação na região.

Imunização e falta de vacina

A maioria dos Municípios já atingiu a faixa etária de 18 a 24 anos e 76,8% já aplicam doses nessa população; 10% vacinam pessoas com idade entre 25 e 29 anos; 2% entre 30 e 34 anos; menos de 1% ainda vacina pessoas acima de 35 anos. Adolescentes sem comorbidades já podem se imunizar em 9,6% das localidades. O percentual de população imunizada com a primeira dose está entre 70% e 90% na maioria dos Municípios, 44%. Em 29% esse percentual está entre 50% e 70%. Apenas 0,1% está com a taxa de aplicação da primeira dose abaixo de 10%.

A falta de vacina nesta semana foi apontada por 15%, ou 310 dos gestores municipais, enquanto em 82% a vacinação continuou normalmente. Dos que relataram a falta do imunizante, 83% identificaram a falta para a primeira dose e 31% para a segunda dose. Escolher a marca da vacina continua no país, mas a CNM questionou quais ações os Municípios têm feito para evitar essa situação. Cerca de 67% afirmaram que não é possível escolher o imunizante e aplicam o que tiver disponível; 21% não deixam que se escolha o imunizante e a pessoa vai para final da fila de vacinação; 7,8% pedem para retornar quando o imunizante chegar ao Município; 1% permite a escolha da vacina.

Visitação de áreas verdes

Nesta edição, a Confederação perguntou se o Município tem alguma Unidade de Conservação (UC) que é de responsabilidade do Município (gestão e conservação). Em 30% dos Municípios há espaços de conservação e em 50% não. A CNM questionou também se houve aumento na visitação das áreas verdes, para atividades ao ar livre, e 39% dos gestores identificaram esse aumento.

A pesquisa procurou ainda identificar se os Municípios tiveram de realizar adaptações nesses locais para atender aos protocolos contra a Covid-19. Cerca de 49% garantiram que sim e 36,5% não. Cerca de 14%, porém, informou que não teve mais gastos financeiros para a gestão dessas unidades.

Confira o LEVANTAMENTO COMPLETO

REVEJA AS EDIÇÕES ANTERIORES

- Edição 22: https://bit.ly/2WuwysM
- Edição 21: https://bit.ly/3mhcTaP
- Edição 20: https://bit.ly/3m1BqQQ
- Edição 19: https://bit.ly/3CeN40w
- Edição 18: https://bit.ly/3BwGLFl
- Edição 17: https://bit.ly/3ihOZIx
- Edição 16: https://bit.ly/36Dwbhu
- Edição 15: https://bit.ly/3dKC9B8
- Edição 14: https://bit.ly/3dgRSYy
- Edição 13: https://bit.ly/3gH0sAA
- Edição 12: https://bit.ly/3zjJ7WO
- Edição 11: https://bit.ly/2SSwzVM
- Edição 10: https://bit.ly/3utD1Qd
- Edição 09: https://bit.ly/2Rt1yHP
- Edição 08: https://bit.ly/3bJu8v4
- Edição 07: https://bit.ly/3etzxZj
- Edição 06: https://bit.ly/33pgc4Y
- Edição 05: https://bit.ly/3tLTAHz
- Edição 04: https://bit.ly/2Q6oNGE
- Edição 03: https://bit.ly/3tr7630
- Edição 02: https://bit.ly/3do0sFd
- Edição 01: https://bit.ly/3uWHsU


Fonte: Agência CNM de Notícias

Informa Equipe Portal Guim@online - A gente conecta você!