Reunião no Útero

Reunião no Útero
Imagem: God Reports

Certo dia no mundo fantástico da imaginação houve uma reunião no Útero, organizada por embriões que mesmo sem forma já se consideravam bem vivos para tomar decisões concernentes ao futuro de pessoas, nação e mundo. A pauta do dia trazia um assunto um tanto quanto delicado para todos os membros presentes, “O Aborto”.

A reunião deu-se início com a palavra o presidente dos fetos “EuDecido”, que com muita eloquência introduziu o polêmico assunto do dia.

_Hoje é um dia importantíssimo, pois estamos aqui para tomar uma séria decisão, precisamos definir se de fato o aborto é uma alternativa positiva ou se o mesmo pode ser prejudicial a nossa humanidade. E como representantes uterinos da humanidade precisamos ouvir ambos os pensamentos que será expresso nessa reunião e conscientemente e definitivamente decidir o futuro dos fetos em formação. Com a palavra o defensor da liberação do aborto “EuApoioMatar”.

_Bom dia senhoras e senhores fetos presentes, é com muita responsabilidade e com olhos no futuro que venho lhes mostrar a importância da aprovação do aborto, pois esta é uma consideração ponderante para a segurança e desenvolvimento de nossa humanidade. Além de todas prerrogativas cientificas, genéticas, morais e éticas quero lhes dar provas de que juntos podemos dar um futuro melhor para o nosso mundo. Fonte: Agência BrasilVeja atentamente para esse slide, essa é a foto de um jovem com uma lata na mão se matando no vício do craque, consequentemente além de doente, adoece toda família, rouba, mata e vagueia pelas ruas do mundo exterior denegrindo a imagem de uma juventude sadia. Esse sim merecia jamais ter saído com vida de um útero, merecia a morte que traria grande alívio a todos que o cercam lá fora. Nesses outros slides vemos situações semelhantes de indivíduos que jamais poderiam ter deixado um útero com vida. Bandidos, prostitutas, viciados, assassinos cruéis, mendigos, corruptos, e todo tipo de escória humana que mancha nosso mundo exterior, gente que desfruta da vida indevidamente. Sem ser sensacionalista, porém sendo, eu quero que não apenas julguem racionalmente essa questão, mas deixe essas imagens reais tocaram seus sentimentos e juntos colocar um fim naqueles que jamais deveriam ter nascido. Conto com apoio dos embriões mais sensatos presentes nessa marcante reunião de hoje, meus agradecimentos pela atenção “EuApoioMatar” continuarei lutando pelos nossos ideais.

Após a explanação recheada de argumentos convictos o presidente “EuDecido” agradece a participação do “EuApoioMatar” e chama para a tribuna o “EuQueroViver” lhe concedendo o direito de apresentar suas convicções de apoio contra a liberação do aborto.

_Bom dia senhoras e senhores fetos presentes, sei que hoje é um dia marcante para cada um de nós que separamos do nosso precioso tempo para estarmos aqui e tratarmos de um assunto tão delicado e ao mesmo tempo recheado de contradições particulares e coletivas. Minha reflexão hoje tem como partida a seguinte pergunta: “O que seria do mundo exterior se não tivéssemos a chance de um dia sair daqui vivos?” Essa pergunta me leva a outra indagação: “Quem tem o poder de saber o que se tornará amanhã lá fora cada embrião aqui hoje presente?” Partindo dessas questões contundentes eu “EuQueroViver” desafio nesse auditório uterino, aquele poderá definir o futuro de um embrião amanhã lá fora, no mundo exterior. E olhando para história da nossa humanidade fico a pensar como seria o mundo se algumas pessoas que deixaram um legado para suas gerações vindouras não tivessem tido a oportunidade de nascer. O que seria da humanidade sem aqueles que marcaram sua geração e sua história com feitos extraordinários que mudaram o rumo das coisas no mundo externo? O que seria de nós embriões se não tivesse nascido os homens e mulheres que lutam para dar um conforto e uma estabilidade de vida para nós enquanto estamos nesse útero, nos protegendo de doenças e orientando nossos genitores para cuidados extremamente importantes em nossa jornada de 9 meses que trilhamos aqui? Homens e mulheres que lutam contra doenças que podem destruir nossas pequenas vidas aqui dentro. Caso tais fossem abortados, o que seria hoje de nós? A nossa fragilidade é a resposta para tudo isso. Respeito os argumentos do senhor “EuApoioMatar”, mas sinceramente ninguém lá fora ou ninguém aqui dentro tem o poder de decidir que tem direito ou não a viver. A vida é um dom, um presente que conclama celebração. Hoje "EuQueroViver” afirmo se um dia nós os embriões pudéssemos decidir acerca de nós mesmos sobre morrer ou viver aqui, certamente todos diriam “eu quero viver”. Que essa mensagem que ecoa desse útero hoje alcance também as autoridades, os magistrados, os líderes de nosso mundo externo que irracionalmente discutem e definem a vida de alguém que eles não sabem se bem ou mal fará ao mundo. E encerro minha reflexão convosco nesse dia da seguinte forma: “Ninguém que luta para aprovar o aborto deixou de ter um dia a oportunidade nascer “. Que hoje possamos permitir que frágeis embriões desfrutem da oportunidade de ao deixar esse útero vivam lá fora e ajudem nossa humanidade a continuar escrevendo sua impressionante história.

Após finalizar seu discurso, “EuQueroViver” foi aclamado por palmas no auditório de uma forma eletrizante e muitos com lágrimas gritavam: “EuQueroViver”, “EuQueroViver”, “EuQueroViver”.

Em seguida o senhor presidente da assembleia uterina “EuDecido” agradeceu ao “EuQueroViver” pela explanação persuasiva e dirigiu-se ao auditório dizendo:

_Queridos embriões confesso que ambas as reflexões são importantes e devem ser cada uma analisada da melhor forma possível, mas particularmente, não concordo com a ideia de alguém que teve a oportunidade de viver decidir quem vai viver ou não. Assim sendo, que essa reunião nesse dia seja encerrada de forma marcante com a seguinte frase, “Eu decido pela vida e digo não para a morte”. Novamente o auditório se levantou e com muitas palmas aclamaram tão sabia decisão.

O senhor “EuApoioMatar” deixou o auditório de cabeça baixa sem expressar nenhum contentamento. Todavia, o “EuQueroViver” com um sorriso de alívio e um olhar sereno juntos com todos os embriões aplaudiam o dia em que foi decidido em que ninguém tem o direito de tirar a vida do seu próximo sem que não haja uma punição para tal decisão que é denominada juridicamente “crime de homicídio”.

Que esse seja o brado também do mundo exterior: “Eu quero viver, eu decido deixar meu próximo viver e eu não tenho direito de matar!!!”

Por Lindomar JS – Teólogo – um amigo da vida!

Foto 1: Brasília - Na falta de cachimbo, usuários de crack fazem adaptações em latas para fumar a pedra Author - Agência Brasil

Foto 2: Fonte Secad Artmed

Informa Equipe Portal Guim@online - A gente conecta você!