Com democracia em pauta, Zema se reúne com governadores nesta segunda

Com democracia em pauta, Zema se reúne com governadores nesta segunda
Zema deve discutir crise entre poderes com governadores nesta segunda-feira (23/8) (Foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 15/04/2021)

Chefes dos executivos estaduais convocaram encontro após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pedir o impeachment do ministro do STF Alexandre de Moraes

O governador Romeu Zema (Novo) vai participar da reunião convocada pelos governadores na manhã desta segunda (23/8). A pauta é a crescente crise entre os Poderes, sobretudo entre o Executivo federal e o Judiciário, após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pedir o impeachment do ministro Alexandre de Moraes no Supremo Tribunal Federal (STF).

A agenda oficial de Zema consta a participação no Fórum dos Governadores às 10h. Ele vai marcar presença por meio de videoconferência. Alguns colegas, no entanto, vão se dirigir presencialmente em Brasília.

De acordo com o canal de TV por assinatura "CNN", 26 dos 27 estados confirmaram presença. Paraná e Rio Grande do Norte vão mandar vice-governadores, enquanto os outros 24 participam com chefes do Executivo.

O Tocantins, governado por Mauro Carlesse (PSL), é o único que ainda não assegurou comparecimento.

A confirmação de Zema no encontro acontece após o governador afirmar que "intrigas palacianas" não o interessavam, ao se referir ao embate entre os bolsonaristas e o Supremo.

Zema não assinou uma carta de apoio ao STF e recebeu críticas do presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Agostinho Patrus (PV).

Agenda cheia

Romeu Zema deve ficar cerca de uma hora na reunião desta segunda-feira, já que há um compromisso marcado para as 11h, em Belo Horizonte. Ele vai se encontrar com o secretário de Estado de Fazenda, Gustavo Barbosa.

Ainda na mesma data, o governador mineiro tem encontro com seus secretários às 14h e com o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), Paulo Sérgio Beirão, às 15h30.

A agenda finaliza às 16h15, quando Zema encontra os secretários de Estado Mateus Simões (Geral) e Fernando Passalio (Desenvolvimento Econômico), e os empresários Gustavo Werneck e Marcos Faraco, da Gerdau.

Impeachment de Moraes

O presidente Jair Bolsonaro protocolou na última sexta o pedido de impeachment no Senado do ministro do STF Alexandre de Moraes.

No último dia 14, Bolsonaro subiu o tom dos ataques à cúpula do Judiciário depois da prisão do aliado Roberto Jefferson (PTB), por ordem de Moraes. Por meio das redes sociais, o presidente prometeu um pedido de abertura de processos contra os magistrados.

Na publicação, Bolsonaro voltou a fazer ameaças contra a democracia. “Todos sabem das consequências, internas e externas, de uma ruptura institucional, a qual não provocamos ou desejamos”, escreveu. “De há muito, os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, extrapolam com atos os limites constitucionais”.

Fonte: EM

Informa Equipe Portal Guim@online - A gente conecta você!