“Estamos prontos para conversar com Putin”, diz presidência da Ucrânia

“Estamos prontos para conversar com Putin”, diz presidência da Ucrânia
O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky UKRINFORM/ Ukrinform/Future Publishing via Getty Images

Vice-chefe do gabinete de Volodymyr Zelensky afirmou que Ucrânia pode considerar neutralidade em relação a Otan desde que haja garantias de segurança

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, está pronto para conversar diretamente com o presidente russo, Vladimir Putin, mas “não se comprometerá à posição russa durante essas negociações”, disse o vice-chefe do Gabinete do presidente da Ucrânia, Igor Zhovkva, à CNN.

Embora as conversas entre os ministros das Relações Exteriores da Ucrânia e da Rússia, realizadas na quinta-feira na cidade turca de Antalya, não tenham produzido grandes avanços, a Ucrânia não estava muito otimista desde o início, afirmou Zhovkva.

“É uma coisa muito boa que eles se encontraram, mas infelizmente podemos dizer que o ministro das Relações Exteriores da Rússia não é quem toma a decisão final. A decisão final de parar a guerra, fazer um cessar-fogo, retirar as tropas é tomada por apenas uma pessoa”, disse ele, aparentemente se referindo a Putin.

Zhovkva disse que, embora Zelensky estivesse pronto para uma solução diplomática, ele não teve notícias do presidente russo pessoalmente ou de seus assessores.

“A última coisa que ouvi deles foi que ainda temos que trabalhar sob o formato de duas delegações mantido sob custódia pelas forças russas.”

Zhovkva declarou que a Ucrânia está aberta à neutralidade “se o bloco da Otan não estiver pronto por enquanto para aceitar a Ucrânia”.

“Mas, ao mesmo tempo, precisamos de garantias de segurança rígidas para a Ucrânia para que essas guerras terríveis, essa agressão terrível não se repita no futuro”, acrescentou.

Zhovkva disse que a Ucrânia quer trabalhar com Putin e seus vizinhos para estabelecer um sistema que ele chamou de “o sistema de segurança renovado da Europa”.

“O meu país, o povo ucraniano, merece fazer parte da família europeia… A Ucrânia está a lutar pela segurança de toda a Europa. Então, quando o presidente [Emmanuel] Macron fala sobre uma possível segurança europeia, como ele pode falar sem ter o presidente Zelensky à mesa? Sem ter o presidente Zelensky e a Ucrânia na União Europeia?” disse Zhovkva.

Fonte: CNN Brasil

Informa Equipe Portal Guim@online - A gente conecta você!