Médico é preso em flagrante após estuprar grávida durante parto de cesariana

Médico é preso em flagrante após estuprar grávida durante parto de cesariana
Giovanni Quintella foi preso em flagrante após estuprar mulher na mesa de operação — Foto: Reprodução

Imagens feitas por uma câmera escondida de um celular revelam o momento em que o médico coloca o pênis na boca da paciente

Um médico anestesista foi preso em flagrante após estuprar uma mulher grávida durante uma cirurgia de cesariana na madrugada desta segunda-feira (11). O caso foi registrado no Hospital da Mulher em Vilar dos Teles, em São João Meriti, cidade do Rio de Janeiro. O caso foi contado pelo “Extra.”

Imagens feitas por uma câmera escondida de um celular revelam o momento em que o médico Giovanni Quintella coloca o pênis na boca da paciente, que está desacordada em função das anestesias para passar pela cesariana. 

Mulheres da equipe do médico começaram a suspeitar do comportamento do médico, uma vez que o profissional fazia aplicações excessivas de anestesias em mulheres grávidas durante o momento do parto. 

Elas tentaram gravar o médico em dois partos anteriores, mas conseguiram filmar apenas o terceiro procedimento do médico naquele plantão. Finalmente, conseguiram flagrar o homem colocando o órgão genital na boca da paciente. O abuso que durou cerca de dez minutos.

Na hora do ato, o médico ficou atrás de um lençol que protege o rosto da vítima e apenas a poucos metros do restante da equipe. Ele chega a fazer movimentos para despistar os demais profissionais. 

Depois de flagrar o ato, as mulheres entregaram as imagens para investigadores da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de São João de Meriti. O médico foi preso em flagrante, ainda com o uniforme utilizado durante o parto. 

A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil e com a Fundação Saúde do Estado do Rio de Janeiro e aguarda retorno.

Fonte: O TEMPO

Informa Equipe Portal Guim@online - A gente conecta você!