O travesseiro de penas | Histórias de Vida | Lindomar JS

O travesseiro de penas | Histórias de Vida | Lindomar JS

Versão Texto

Certa vez um pastor aceitou o convite ara ir pastorear numa pequena cidade, no interior do seu Estado.

E ao chegar naquela cidade pequena, foi muito bem recebido pela a sua igreja.

As pessoas ficaram muito contentes com a sua chegada. Era um pastor jovem, muito animado, brincalhão, sorridente e que tinha uma família muito linda e abençoada.

Certo dia ele estava, é... em casa, e a sua casa pastoral era uma casa que a sua frente era grade, era possível pelas grades ver as janelas e como ele era muito brincalhão, então, ele estava fazendo uma brincadeira com a sua esposa.

E correndo pela casa ele pegou a vassoura brincando: "Eu vou te pegar", "eu vou te pegar" e a mulher corria de um cômodo para o outro até que a corrida deles terminou na horta daquela casa e eles se abraçaram, beijaram, riram, deram muita gargalhada. E aquela era só mais uma das suas brincadeiras.

E uma senhora muito carola da igreja, muito crentona, estava passando e viu aquela cena, é... o pastor passando com a vassoura na mão, e a sua esposa correndo desesperada pelo o corredor.

Logo ela procurou o grupinho de oração que era também um grupinho de fofocação. E ela disse: "tem uma coisa grave para falar para vocês. O pastor é violento estava batendo na sua esposa com uma vassoura".

Nisso as mulheres daquele grupo de oração se mobilizaram rápido, falaram com os presbíteros da  igreja. Logo os presbíteros fizeram uma reunião e aquele pastor foi colocado na roda daquela reunião para ser disciplinado. 

E ao ser indagado sobre a sua conduta violenta, de bater em sua esposa. O pastor então, pediu para chamar a sua esposa e ela então o defendeu diante de todos os presbíteros. Falando: "que aquilo era uma brincadeira que eles faziam e que ele nunca havia batido nela".

É... infelizmente, aquele boato correu em toda cidade, uma cidade pequenina, tanto para os crentes como para os incrédulos. O pastor tomou fama de "o homem que espancava a mulher com uma vassoura na mão".

E depois do conselho descobrir que de fato aquela informação estava equivocada. Foi feito uma convocação com toda igreja e naquela reunião foi colocado ali a par aquela história e então o pastor foi inocentado.

Mas ele aproveitando o ensejo divulgou que iria embora da cidade. E aquela mulher desesperada junta com as outras procuraram ele ali, depois da reunião implorando para ele ficar na igreja. 

Ele falou assim: "eu fico com uma condição. Amanhã de manhã eu quero encontrar com vocês lá no monte onde a gente tem costume de orar". 

Aí chegou lá no monte  pastor estava mais a esposa esperando ela e as suas companheiras do grupo de oração. E então o pastor falou assim: "Está vendo esse travesseiro? É um travesseiro de penas. Ele rasgou e estava ventando muito aqui em cima do monte e o vento lançou aquelas penas para todo lado". 

Ele falou assim: "agora junte todas as penas e coloque dentro desse travesseiro e costure e devolve para mim como ele era antes".

E as mulheres assustadas falou: "Mas pastor isso é impossível o vento espalhou penas para todo lado mesmo que a gente consiga juntar bastante, não vamos conseguir pegar todas". 

Ele falou: "Por isso é impossível eu ficar nessa pequena cidade. Vocês espalharam uma notícia falsa, contra a minha índole. E agora toda cidade me olha como um homem violento e que bate na esposa". 

Isso é o resultado de uma fofoca. Moral da história: Palavra lançada não volta atrás. 

Isso também me faz lembrar de um provérbio chinês que diz: que há três coisas que não volta atrás.

"A flecha lançada, a palavra que foi liberada e a oportunidade perdida". 

Se você curtiu, deixa o seu like, comente, compartilhe e siga-me para que você seja notificado de novos vídeos. 

Deus te abençoe e até o próximo vídeo.

Valeu!!!

Versão Vídeo

Por Lindomar JS – Teólogo

Visite o VLOG Lindomar JS

Informa Equipe Portal Guim@online - A gente conecta você!